Diário Virtual

sábado, 4 de junho de 2011

Ausência




Perdi você...
Mesmo sem querer sempre te encontro;
Nas esquinas que passo sempre uma recordação;
Eu não sei o que é o amor, mas vou permitir que ele me encontre um dia;
A dor da sua ausência me tem causado nostalgia...
Perdi você...
Estivemos juntos em todas as estações do ano;
Na primavera você foi à essência das flores nos meus dias;
Eu não vou procurar o amor, que assim seja: que ele me procure;
No verão você foi o calor do sol a me aquecer;
A saudade cresce forte dentro do peito a cada dia que se passa;
No outono você foi à brisa suave que soprou meu viver;
Perdi, perdi você...
No inverno você foi à lenha que mantinha a fogueira do meu coração acesa;
Momentos e lembranças que ficarão para sempre em minha memória...
Eu pela primeira vez senti que fui capaz de ser tocado por alguém, e esse alguém foi você;
Te perdi, não com tristeza, mas com a beleza de quem perde uma corrida;
Eu não sei dizer que te amei, talvez eu nunca soube, mas eu sei que o que eu vivi e senti por você foi real;
Você despertou em mim um nobre sentimento...
Meu coração sangra ao pensar em não mais te ter ao meu lado, não foi uma escolha fácil, mas foi a mais coerente;
Perdi você...

Daniela Gomes de Almeida


Nenhum comentário:

Postar um comentário