Diário Virtual

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Tabu II


Se eu me cansei? Sim, eu me cansei; Me cansei de ver a falta de conhecimento das pessoas gerarem tanto preconceito sobre alguns determinados assuntos;Me cansei de ver a ignorância tomar conta das pessoas por não saberem ao certo com o que estão lhe dando a sua volta e nem ao menos se dar ao trabalho de aprofundar no assunto para dele melhor entender;Me cansei de ver tantos tolos achando que são
 espertos o suficiente para dizerem a palavra "nunca" sobre assuntos que nem eles mesmos são capazes de decifrar;
Me cansei de uma sociedade hipócrita que ainda acredita em mitos e tabus já esclarecidos, uma sociedade retrograda e sem conhecimento;
Me cansei de ver pessoas humilharem as outras por não se colocarem no lugar dos outros antes de mencionar qualquer palavra através de suas bocas que deveriam se calar antes de julgar;
Me cansei de pessoas que se julgam um pouquinho melhores do que os demais por não cometerem "pecados absurdos", sendo que em seus corações a podridão reina;
Me cansei de ver o sujo falando do mal lavado, de pessoas pensarem o que querem, porém sem total coerência sobre tais assuntos;
Cansei-me de ver pessoas dizendo serem sinceras e "sempre falarem o que pensam na cara" e esquecerem que a sabedoria é saber observar no tempo certo e falar na hora exata;

Daniela Gomes



terça-feira, 23 de outubro de 2012

É amor



Você sabe quando é amor,
Quando você convive com uma pessoa e as manias dela já fazem parte de você;
Você sabe quando é amor,
Quando uma pessoa sorri pra você e esse sorriso traz luz para o seu dia;
Você sabe quando é amor,
Quando todos os dias você acorda na esperança de ver aquele mesmo rosto a sua frente;
Você sabe quando é amor,
Quando uma pessoa mesmo que cheia de defeitos te completa e te faz sentir inteiro;
Você sabe quando é amor,
Quando uma pessoa te olha nos olhos e retribui com um sorriso no olhar o mesmo sorriso nos olhos que você ofereceu;
Você sabe quando é amor,
Quando uma pessoa se ausenta e a sua vontade é de que ela esteja por perto o mais rápido possível;
Você sabe quando é amor,
Quando você espera o dia todo só para estar com quem você se sente você mesmo;
Você sabe que é amor,
Quando uma pessoa passa o tempo todo ao seu lado em silêncio só contemplando aquele momento único;
Você sabe que é amor,
Quando uma pessoa juntamente a você faz a soma, cujo resultado é um só;

Daniela Gomes De Almeida

domingo, 21 de outubro de 2012

Doce presença



Seu sorriso é inspiração
Luz da vida repleta de emoção
Sua voz ecoa melodia, canção;
Que embala em alegria qualquer coração.
Infinita beleza...
Imensidão de riqueza
Um mar vejo no seu olhar.
Estrela guia no céu dos meus sonhos
Reluzente, persistente a brilhar.
Na noite nua; majestosa, doce, singela lua.
No dia, encanto.
Com mesmo calor do sol em forma de desejo, magia,
Tudo irradia.
Das sensações a mais intensa.
Das ilusões a mais bela.
Das estações a primavera.
Sua ausência é cúmplice da saudade
Sua presença traz o êxito para felicidade
E sem medo te procuro...
Te quero...
Como parte de minha realidade!

(F. Souza, Juliana)

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Eu sou meio assim



Eu sou mesmo assim: apaixonado e bobo às vezes;
De jeito faceiro e encantador, me encanto e me fascino com um novo amor;
Sou mesmo assim: de um jeito cativador, eloquente e assustador;
Eu sou mesmo assim: me ligo aos detalhes simplórios e ao que chamam de amor;
Sou mesmo assim: de um jeito sedutor e incrivelmente avassalador;
Eu sou mesmo assim: me alimento de esperanças, e sobrevivo de lembranças;
Sou mesmo assim: o novo me domina e o coração desatina de tanto amor;
Eu sou mesmo assim: te gosto sem medo, te sinto no peito;
Sou mesmo assim: me pego sem jeito, pensando no beijo que destes em mim;

Daniela Gomes de Almeida

Mesmice



Não me acostumo com o que é comum,
a mesmice não me atrai;
Gosto do novo, do que me surpreende,
de uma mensagem inesperada,
de uma notícia diferenciada,
de uma ligação fora de hora,
de gente capaz de surpreender a gente;
A rotina me mantém inquieta,

me aprisiona e me domina,
não gosto de pessoas previsíveis,
gosto do que é inovador,
do que não me deixa sossegada, do que me tira
da zona de conforto;
O que sempre acontece não me motiva,
a loucura sim me faz tirar os pés do chão,
percorrer o mesmo caminho todos os dias me irrita;
Gosto do novo, do que me surpreende,
do que a minha inteligência não está acostumada a contemplar;
do que a minha razão desconhece e do que o meu coração sente;

Daniela Gomes de Almeida