Diário Virtual

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Que amor é esse?


Coloquei minhas mãos bem juntinhas as tuas, minhas mãos perto das tuas ficaram como que uma mão de uma criança comparada a de um adulto, tão
pequeninas...
Encostei minha cabeça em tem peito, pude ouvir as batidas do teu coração junto as minhas, nem mais lento e nem mais acelerado, mas no mesmo ritmo;
Ergui os meus olhos e contemplei-te, maravilhada fiquei, ao olhar em teus
olhos eu pude enxergar brasas de fogo, um brilho maravilhoso e intenso misturado ao azul dos céus...
Com um terno e doce amor me abraçastes, suas vestes me cobriam, e o teu amor me envolvia de uma maneira inexplicável como se eu estivesse totalmente protegida e segura em teus braços;
Curvei minha cabeça para baixo por alguns instantes, pelo meio de teus pés a terra toda estava aos teus olhos, que coisa gloriosa, não havia visto nada tão belo e tão incomparável assim, só um Deus tão grande é capaz de controlar toda a terra, soberano tu és Senhor;
Deslumbrada fiquei quando virei a palma de sua mão e meu nome nela estava escrito... Como pode um Deus tão grande assim se lembrar de mim?
O que é o ser humano para que penses nele Senhor?
Compreendi que o teu amor é de imensurável valor, o coração humano e a capacidade de nossos pensamentos são pequeninos e não conseguem entender tamanho amor assim, o Senhor simplesmente decidiu nos amar...

Daniela Gomes de Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário