Diário Virtual

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

A vida pede passagem



Não sei mais ao certo a medida da maldade nas pessoas,
quanto mais eu pensava que obtinha resposta para seus atos,
mais eu descubro que menos eu sei quanto a isso...
Para toda ação existe uma explicação, procuro entender as pessoas
e seus modos de sobrevivência e mecanismos de defesa, mas nem sempre
se faz possível cumprir essa tarefa;
Não sei se existem pessoas com os pensamentos parecidos com os meus,
mas prefiro ter a certeza de que estou deixando um legado do qual elas
se lembrarão e talvez sigam um dia ou ao menos reflitam sobre os mesmos.
Não busco riquezas, pois a maior riqueza que se pode conseguir é ser de fato
útil na vida de alguém;
Tudo passa rápido, não se sobra muito tempo para se consertar os erros, mas temos tempo o suficiente para tentar não cometê-los;
Não mate as pessoas a sua volta com palavras más, nem as enterre com suas ações...
Quer queira ou não possuímos o poder de matar pessoas, as matamos em seu interior
e leva-se um processo demorado para que consigamos ressucitá-las novamente;
A vida não volta atrás, o tempo não fornece cura, fornece talvez o anestésico pra dor,
mas a cura só surge quando há o perdão.
Viva a vida de modo com que você não tenha que se preocupar se está sendo importante na vida das demais pessoas, apenas seja você mesmo e permita que o essêncial aconteça!

Daniela Gomes de Almeida


Nenhum comentário:

Postar um comentário