Diário Virtual

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Qual o sentido de abrir os olhos pela manhã?


Eu pude compreender até aqui, que a jornada nesta vida a cada dia nos ensina algo precioso...
Eu não tenho tudo o que eu desejo, mas eu tenho tudo o que necessito;
Num piscar de olhos vejo a vida no reflexo do espelho, tudo o que já vivi e vi me trouxe uma bagagem de aprendizado que ninguém pode me tirar, apenas pode me acrescentar...
Eu hoje acordei e percebi que tudo o que necessito é o que me faz abrir os olhos pela manhã e sentir a graça de se estar vivo mais um dia;
Eu senti que não vive por viver, se vive com um sentido, abrir os olhos pela manhã e se levantar requer um sentido...
Me deparei com a seguinte questão: Porque abro os meus olhos todas as manhãs? Qual o sentido de mais um dia?
A resposta me veio como que um flash de luz intensa e rápida: Abrir os olhos todas as manhãs requer sentir a necessidade de se viver com sentido o que Deus tem a cada dia ao nos acordar...
Isso me fez descobrir porque todos os dias sou levado a acordar pelas manhãs e me levantar,  foi de propósito o sussurro de Deus ao amanhecer mais um dia;
O sussurro de Deus é como o barulho do vento, não podemos tocá-lo, porém podemos ouvi-lo;
Eu entendi que existe uma motivação para que todos os dias eu seja levado a abrir os meus olhos...
O simples fato de abrir os olhos pela manhã nos revela algo grandioso: Deus esta mostrando o seu grande amor;
Eu aprendi que não importa o que venha durante a vida, ou durante os dias, meses ou até mesmo anos, o que importa é aproveitar o que de precioso existe e vive-lo intensamente...
A presença mais importante e ilustre que você pode ter ao seu lado é Jesus; O perfume mais agradável que você poderá sentir e ter é Jesus;
O amor mais sublime e verdadeiro que você pode viver e sentir é o de Jesus;
Tudo o que existe, os céus, a terra, o universo, os seres vivos e todas as criações são frutos de um grande amor: Amor de Deus!
Que a ninguém possamos ficar devendo o amor, que paguemos uns aos outros com amor;

Daniela Gomes de Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário