Diário Virtual

domingo, 8 de maio de 2011

Eu não sei



Eu não sei refutar infantilidades,
não sei amar pela metade,
não sei não dizer a verdade,
nem viver pela metade;
Eu não sei como não te amar,
não sei como não te desejar,
não sei como não querer te beijar,
nem como não te olhar;
Eu não sei viver em um faz de conta,
não sei como não te ter,
não sei como não te ver,
nem como te esquecer;
Eu não sei com não estar do seu lado,
não sei te amar sem dor,
não sei viver sem teu amor,
nem sem teu calor;
Eu não sei como não sentir saudade,
não sei não te amar de verdade,
não sei fingir a realidade,
nem viver de maldade;
Eu não sei como não pensar em você,
não sei como não sentir dor,
nem como não provar o teu amor.

Daniela Gomes de Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário